Educação Infantil: tudo que os pais precisam saber

educação infantil

A primeira infância é o período de formação psicológica, social e intelectual das nossas crianças.

E a Educação Infantil — em conjunto com a família e com a comunidade em que os pequenos estão inseridos — deve atuar para que essa formação seja saudável e consistente, de modo a formar cidadãos mais ativos, capazes de desenvolver suas habilidades ao longo da vida com tranquilidade e autoestima.

Assim, existem formas mais e menos eficientes de estimular o desenvolvimento da linguagem, capacidade motora e cognição (aquisição de conhecimento, memória e aprendizado) de nossos filhos.

Neste artigo, você vai entender o que é a Educação Infantil e quais desafios ela se propõe solucionar. Vai, ainda, compreender quais são os melhores critérios para escolher uma educação infantil de qualidade para as suas crianças. Acompanhe.

O que é Educação Infantil

A Educação Infantil corresponde ao período de 0 a 5 anos, chamado de primeira infância das crianças. Assim, ela contempla as fases da creche e pré-escola, e pressupõe não apenas a educação propriamente dita, mas também o cuidado dos pequenos.

Se forem reforçados adequadamente nessa época, o desejo de resolver problemas e a construção de habilidades e aptidões acontecem mais cedo nas crianças.

Além disso, se elas forem estimuladas intelectualmente, terão mais probabilidade de despertar o comportamento de liderança, por exemplo.

A Educação Infantil se dá por meio de práticas educativas diárias. Essas práticas devem ser cuidadosamente planejadas e constarem no projeto político-pedagógico da escola.

Quais são os seus desafios

É de 0 a 5 anos — portanto, o período correspondente à Educação Infantil — que a criança deve ter trabalhados o seu medo, agressividade, ansiedade e outros sentimentos, de modo a conseguir lidar com eles de maneira psicologicamente saudável e positiva.

E como essa fase é importante também para a definição da personalidade das crianças, ela demanda muito cuidado.

Para citar alguns exemplos, nessa idade, os pequenos demonstram um comportamento dependente de pais e professores. Em tudo que fazem, buscam por aprovação, apoio e confiança dos mais velhos.

No entanto, é justamente nessa fase que se deve incentivar sua autonomia por meio de atividades que elas são capazes de realizar sozinhas: cuidando da própria higiene e vestindo-se sozinha, por exemplo.

Deve ser estimulada também a capacidade da criança resolver problemas sem a ajuda do adulto e brincar sem supervisão constante.

Se essas tarefas forem cumpridas com cuidado e competência pela escola, as crianças vão se sentir motivadas, intelectualmente estimuladas e tendem a se tornar adultos mais autoconfiantes e independentes.

E o desafio da Educação Infantil é exatamente esse: auxiliar e estimular as crianças na fase do “como” e do “porquê”, de modo a não permitir que elas se sintam desamparadas, mas, ao mesmo tempo, que tenham suas individualidades, habilidades e aptidões desenvolvidas.

Como identificar uma educação infantil de qualidade

Mas é possível saber, apenas observando o funcionamento de uma escola e suas particularidades, se ela oferece Educação Infantil — ou mesmo educação no geral — de qualidade?

Alguns sinais podem, sim, ser observados. Confira alguns deles:

  • Verifique se a instituição tem uma proposta pedagógica registrada em forma de documento físico ou virtual, de modo que ela possa ser compartilhada com pais e alunos.
  • Procure saber se as reuniões com pais e responsáveis são frequentes e se existem outras formas de alinhar expectativas e prestar esclarecimentos sobre o desenvolvimento das crianças ao longo do ano.
  • Perceba se existe local adequado para receber pais e familiares não apenas nas reuniões programadas, mas também em outras ocasiões.
  • Examine as salas de aula e veja se são adequadas às atividades que a proposta pedagógica descreve. Verifique também se elas são confortáveis.
  • Repare se há proteção nos pontos que podem oferecer riscos às crianças, como pontas, arestas e tomadas, assim como fios de alta tensão e desníveis no solo.

Fique atento também aos sinais que a criança dá nos momentos que antecedem a ida à  escola. Fortes indícios de timidez, choro ou medo, se apresentados continuamente, podem ser sinal de que algo está errado.

O material que a criança produz na  escola pode dar uma boa ideia de como é a sua rotina na instituição. E o comportamento dela diante dos colegas dá pistas de se o convívio social é bom.

Além disso, converse bastante com os pequenos. Pergunte pelas atividades, pelo professor e os colegas. Saiba os nomes, ouça deles do que gostam e do que não gostam.

Como dissemos no início desse artigo, uma boa educação infantil é um serviço conjunto: envolve uma escola de qualidade e a atuação ativa de pais e comunidade.

Gostou desse conteúdo? Ficou alguma dúvida sobre como escolher a melhor escola de Educação Infantil para o seu filho? Que tal agendar uma visita para conhecer o nosso espaço? Deixe seus dados e marque um horário com a gente!


Venha ver de perto nossas qualidades 🤗

Deixe abaixo seus dados que entraremos em contato para agendarmos uma visita. Um representante da escola irá te apresentar todos os detalhes do nosso espaço.




0 comentários para "Educação Infantil: tudo que os pais precisam saber"

Deixe uma resposta

Todos os posts