Não é difícil perceber que a tecnologia carrega enorme potencial transformador. No entanto, a natureza dessas transformações ainda é um pouco nebulosa.

Por exemplo, o impacto de dispositivos móveis na educação se faz sentir muito facilmente nas salas de aula. Para o bem ou para o mal, eles estão presentes na rotina dos alunos, ajudando nas pesquisas e criação de trabalhos ou competindo com o professor pela atenção dos jovens.

Uma certa confusão a esse respeito é compreensível, já que a primeira pergunta a se fazer não é o que a tecnologia muda na educação, mas, sim, o que a tecnologia muda nas pessoas.

Afinal, as pessoas são a matéria-prima da educação e o motivo de qualquer instituição, professor ou metodologia existirem.

No artigo de hoje, vamos debater como os seres humanos vêm se transformando para se adaptar a um mundo tecnológico e, a um tempo, como esse mundo pode ser transformado por essas pessoas no futuro. Acompanhe!

As pessoas estão mais felizes por causa da tecnologia

Segundo pesquisa da BCSBritish Computer Society, importante órgão britânico de estudos sobre tecnologia — os avanços tecnológicos deixam as pessoas mais felizes.

Alguns internautas ouvidos na pesquisa relatam que o uso de dispositivos tecnológicos conectados à internet lhes dá maior sensação de controle sobre suas vidas.

O compartilhamento de experiências como essas é esclarecedor. Permite que seja mais fácil compreender como a tecnologia incita as pessoas a participarem mais de certas esferas da vida nas redes sociais, como as discussões políticas, por exemplo.

A satisfação e sensação de controle relatados, por outro lado, contrastam com a falta de fontes confiáveis de informação, o que é facilmente verificável quando consideramos o problema que se tornaram as fake news.

Tecnologia, informação e conhecimento: o papel da escola

É exatamente nesse lapso entre o acesso à informação e a produção do conhecimento que a escola e o professor podem e devem atuar.

O prazer e controle que a tecnologia promove, a nosso ver, explicam-se pela satisfação de aprender e a sensação de poder que o conhecimento proporciona.

E a tecnologia coloca a educação em um lugar de destaque, desde que saibamos compreender e ajudar a formar as novas gerações, modificadas como são pelas facilidades tecnológicas.

Afinal, como é sabido, o conhecimento vai muito além das informações(,) e consiste da criação de uma narrativa da realidade por parte dos alunos, com base em dados seguros, extraídos de fontes confiáveis.

O Instituto Itapoã sabe que o futuro, feito da interseção entre tecnologia e educação, já chegou. Estamos prontos para educar as crianças de hoje, diferentes que são das de ontem.

E, produzindo conhecimento em sala de aula, transformá-las em adultos prontos para os novos desafios tecnológicos.

Se você gostou desse conteúdo, fique sempre perto. Teremos sempre novidades como essas no blog do Instituto Itapoã.